EM SERVIÇO NO PLANETA TERRA

EM SERVIÇO NO PLANETA TERRA

sábado, 29 de setembro de 2018

2018 – UM ANO CRUCIAL


ARCANJO MIGUEL

Canalizado por Leslie-Anne Menzies, em julho de 2018

Meus queridos, deixem que todas as existências de lágrimas fluam, visto que elas o farão nesta restruturação emocional.

À medida que vocês passam por esta retrogradação planetária quíntupla, tudo aquilo com que não se lidou plenamente reaparecerá para ser “observado” e, então, liberado, se for o seu desejo.

Importantes “explosões” emocionais estão irrompendo. Libertem-nas e relaxem! Logo que vocês permitirem que tudo o que vêm suportando/escondendo seja liberado, os benefícios se tornarão imediatamente óbvios.

O seu corpo agradecerá por vocês permitirem que essas camadas de ira, pesar, tristeza, vergonha, raiva etc. sejam liberadas, purgadas, purificadas e transmutadas de volta para a Luz que vocês são. Nada disso é real ou verdadeiro, conforme vocês aprenderão em um futuro muito próximo – tudo faz parte do jogo que vocês disputaram.

Esse processo também permite mais “Luz” em seu novo “Corpo de Luz”, que está se manifestando diariamente.

Todo o velho “você” precisa ser deixado para trás – não mantenham o que era – isso não serve mais ao seu bem maior e realmente nunca serviu, mas vocês não sabiam disso, então. É hora de permitir que tudo o que é seja aceito neste espaço muito novo que vocês criaram.

Está ocorrendo muita transmutação e muitos estão exaustos. Invoquem o Divino Saint Germain e sua poderosa e curadora Chama Verde Esmeralda/Chama Violeta para eliminar tudo o que precisa ser liberado, regenerando tudo o que precisa ser curado e transmutado. Esta é uma energia tão transformadora e tão necessária, à medida que vocês se aproximam cada vez mais da transformação em seu Corpo de Luz.

Conforme vocês passam por esse exercício, terão a oportunidade de vislumbrar o futuro, pois lhes dizemos, meus queridos, o seu mundo não se parecerá com nenhuma das antigas marcas do passado, e pela conclusão de 2018 – um ano 9, um ano de finalizações – vocês TODOS estarão olhando para uma realidade futura muito nova.

2018 sempre foi marcado como um “Ano Crucial”, e porque muitos de vocês reconhecem completamente essa declaração, ao ver o término de tanta coisa dentro e em torno de suas antigas linhas do tempo.

Para muitos, os relacionamentos de todos os tipos foram desafiados, reformados, reconfigurados ou completamente reduzidos, de acordo com os seus contratos de ALMA.
Todos os Contratos estão sendo renovados com uma nova conscientização e energia, produzindo as mudanças necessárias.

Com o equilíbrio do Masculino Divino e do Feminino Divino, que tem sido o catalisador que anuncia muitas dessas mudanças, deixou a velha energia sem ter lugar para ir. TUDO está sendo transmutado de volta para a Luz e o Amor que vocês são.
Muitos estão também descobrindo a necessidade de se mudarem para novas regiões do Planeta – local, nacional ou internacionalmente – vocês estão sendo chamados de volta para VOCÊS – para sua terra, sua Tribo. Aí onde vocês gravaram sua “impressão”, e agora é o momento de honrar essa conexão.

Muitas mudanças, meus queridos, lembramos-lhes que quanto mais se aproximar do encerramento de 2018, muitas pessoas, lugares e coisas não prenderão mais a sua atenção. Tudo perfeitamente pelo Plano Divino.

Vocês também observarão que não serão mais atraídos por determinados alimentos ou bebidas que os mantinham “cativos”. É como se as algemas que os prendiam fossem soltas e a necessidade de “menos” se tornasse evidente em sua rotina diária – isso deve continuar.

Vocês realmente estão se tornando “Seres de Luz” de modo pleno, seus chacras cardíacos estão se expandindo exponencialmente e vocês reconhecem o quanto são afetados por qualquer coisa que seja injusta. Seu coração se abre imediatamente, as lágrimas irrompem e vocês sabem que a pessoa ou as pessoas são “iguais a vocês”. Mais parecidas com vocês do que podem imaginar. TODOS estão conectados na Matriz Divina e o que afeta UM afeta TODOS, e isso continuará diariamente até que a concretização seja o retorno à UNICIDADE – este é o novo jogo.

Conforme vocês prosseguem dominando essas emoções, mudanças mais monumentais ocorrerão rapidamente. Enquanto isso repercute em sua consciência, vocês começarão a sentir sua Mestria se tornando mais óbvia, e como um reflexo um do outro, isso mudará radicalmente a percepção de TUDO O QUE É, até vocês se tornarem o TODO.

Meus queridos, muitos estão agora reunidos. Os Anjos, Arcanjos, Mestres Ascensos, Seres de Luz, Irmãos e Irmãs Estelares, Seres Galácticos... Todos estão prontos para saudá-los e prontos para dar-lhes boas-vindas ao Lar de Tudo o Que É.

Estes são tempos extraordinários, queridos corações, e vocês são extraordinários Seres de Luz e Amor, que por muito tempo se esqueceram de suas verdadeiras origens. Permitam-nos que os relembrem!!!

Agora, meus queridos, é o momento para que vocês, mais uma vez, realmente CONHEÇAM A SI MESMOS em toda a sua glória, e estamos prontos para acolhê-los e celebrar o seu retorno mais uma vez.

A UNICIDADE com o TODO que é o que espera a sua escolha, queridos corações.

E assim é.

EU SOU ARCANJO MIGUEL
_______________________________

Direitos Autorais:
Ao compartilhar esta mensagem, favor respeitar os créditos, sem acrescentar, modificar ou extrair nada do texto publicado.
leslie-anne@angelstoinspire.com.auwww.angelstoinspire.com.au
Tradução de Ivete Brito – adavai@me.comwww.adavaiwordpress.com




sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Mestre Ramatís /  Kuthumi...
Francisco de Assis


Os Mestres Ramatís e Kuthumi são, na verdade, a mesma fonte de consciência. Como Ramatís, este nosso Irmão Maior exerce hoje a função de Secretário Geral da FRATERNIDADE DA CRUZ E DO TRIÂNGULO, que se empenha em divulgar os ensinamentos de JESUS, paralelamente com a tradição espiritualista do Oriente, estabelecendo, assim, um profícuo intercâmbio entre as correntes espiritualistas do Ocidente e as fraternidades iniciáticas do mundo Oriental, com significativo proveito para toda a Humanidade.

Kuthumi lal Singh [*Melquisedeck de Sírius] é um Mestre e Professor do Conselho Carmesim, que é um convidado frequente e apresentador em encontros do Círculo Carmesim. Ele é conhecido por seu senso de humor e sabedoria simples. Ele também é conhecido como Koot Humi, Mahatma e Mestre K.M.

Ramatís foi Nathan, o grande conselheiro de SALOMÃO; Essen, filho de Moisés e fundador da fraternidade Essênia, fiel seguidor dos ensinamentos Kobdas; e mais recentemente, Phylon de Alexandria, contemporâneo de JESUS, por cuja segurança muito lutou.

É considerado, geralmente, que Kuthumi esteve anteriormente encarnado como Pitágoras, o Faraó Tutmés III, Baltazar (um dos Reis Magos), Francisco de Assis e Shah Jahan.

Quando de sua passagem por Atlântida, em que foi um Sacerdote, conviveu com Allan Kardec. Viveu também no Egito, na era de Ramsés II e do Faraó Mernephtah, quando reencontrou–se com Kardec, então o sacerdote Amenófis.

Kuthumi/Ramatís, assim como muitos de nós, é oriundo do Sistema Estelar de Sírius. Em Atlântida, ele foi um Sacerdote Aumbandhã, que foi uma sabedoria milenar que trouxe do Sistema de Sírius, que significa Lei Maior Divina ou Sabedoria Secreta, Setenária e Esotérica. Aumbandhã é um instrumento de Magia Branca utilizado pelos altos Sacerdotes da Luz Atlantes, na verdade, os Magos Brancos, composto por Leis Cósmicas e pelas Forças da Natureza, para deter o avanço das trevas.

Esses Magos Brancos de outrora, que na sequência foram Caldeus, Babilônicos, Egípcios e, alguns, africanos, fizeram com que se mantivesse viva a Magia Atlante ancestral. O Mantra original da Lei Divina, Aumbandhã, foi retomado e nasceu a Umbanda. Isto aconteceu em 1.908, quando o médium Zélio Fernandino de Moraes, numa sessão mediúnica que se realizava na Federação Espírita de Niterói, Estado do Rio de Janeiro, recebeu uma Entidade de Luz, que se denominou Caboclo das Sete Encruzilhadas e comunicou que, por deliberação do Alto, iria se instituir, sob o signo da caridade, um novo culto, ao qual dariam o nome de Umbanda. No dia seguinte, 16 de novembro de 1.908, o primeiro Templo de Umbanda, a Tenda Nossa Senhora da Piedade, foi fundada por aquela entidade. Era o componente que faltava do Conhecimento Antigo. Ela tinha que reviver no Brasil, porque aqui ficou a semente espiritual do povo atlante. Vem também, desde os tempos de Atlântida, nosso envolvimento com as Terapias que hoje conhecemos por Apometria e Anti-goécia.

Como mensageiro sideral, ombreia-se Ramatís com as mais destacadas entidades, tais como Emmanuel ou Hilarion. E, como luzeiro espiritual, não há prisma terráqueo capaz de mensurá-lo. É de se notar, que em toda a sua literatura, Ramatís curva-se à majestosa personalidade de Allan Kardec, com importantes referências ao seu legado, a Codificação do Espírito, salientando sempre que o Espiritismo sem Kardec não é Espiritismo.

O Templo que Ramatís fundou foi erguido pelas mãos de seus primeiros discípulos e admiradores. Cada pedra de alvenaria recebeu o toque misterioso, que não pode ser explicado a contento na linguagem humana.

Embora tendo desencarnado ainda moço, Ramatís pode aliciar 72 discípulos que, no entanto, após o desaparecimento do mestre, não puderam manter-se à altura do mesmo padrão iniciático original. Eram adeptos de diversas correntes religiosas do EGITO, da ÍNDIA, da GRÉCIA, da CHINA e até da ARÁBIA.

Apenas 17 conseguiram envergar a simbólica Túnica Azul e alcançar o último grau daquele círculo iniciático. Os demais, seja por ingresso tardio, seja por menor capacidade de compreensão espiritual, não alcançaram a plenitude do conhecimento das disciplinas ensinadas pelo Mestre. Vinte e seis adeptos estão no Espaço desencarnados, cooperando nos trabalhos da “CRUZ E DO TRIÂNGULO”. O restante disseminou-se pela Terra, em diversos lugares. Acredita-se que 18 reencarnaram no Brasil, 6 nas Américas, enquanto os demais espalharam-se pela Europa e Ásia.

Como a Europa está atingindo o final de sua missão civilizadora, alguns discípulos reencarnados emigrarão para o Brasil, em cujo território, afirma Ramatís, reencarnarão os predecessores da generosa humanidade do terceiro milênio. No templo que Ramatís fundou na Índia, esses discípulos desenvolveram seus conhecimentos sobre magnetismo, astrologia, clarividência, psicometria, radiestesia e assuntos quirológicos, aliados à filosofia do “duplo etérico”. Os mais capacitados tiveram êxito no campo da “Fenomenologia mediúnica”, dominando fenômenos de levitação, ubiquidade, vidência e psicografia de mensagens que os instrutores enviavam para aquele templo de estudos espirituais.

Mas o principal “toque pessoal” que Ramatís desenvolveu em seus discípulos foi o pendor universalista, devido ao próprio fundamento fraterno e Crístico para com todos os esforços na esfera espiritualista. Não se preocupam com os invólucros dos homens, movendo-se para solucionar o mistério da vida. Sentem a realidade contínua do Espírito, que só lhes inspira o amor e a fraternidade, a qualquer momento e em qualquer local. Respeitam e compreendem a necessidade que os homens têm de buscar a verdade, a fim de se exercitarem para os voos crísticos do futuro. Não se adaptam a exclusivismo algum e evitam postulados doutrinários que cerceiam a liberdade da razão.

Sua última encarnação na Terra, já como Ramatís, ocorreu na INDOCHINA, no século X. Continua, entretanto, militando em nosso pequeno mundo, em obras de transformações sociais e como insigne mensageiro que, não obstante as conhecidas limitações mediúnicas, ainda consegue ditar obras de envergadura de FISIOLOGIA DA ALMA, MENSAGENS DO ASTRAL, EVANGELHO À LUZ DO COSMO, além de outras, contendo mais de uma dezena de preciosidades de inegável valor doutrinário e filosófico.
___________________________

Os relatos acima são dos Médiuns: Hercílio Maes e Norberto Peixoto, extraídos dos livros Mensagens do Astral, e Chama Crística.
___________________________

Fonte: http://aluzquevemdooriente.blogspot.com/2012/04/mestre-ramatis-kuthumi-francisco-de.html?m=1




quinta-feira, 27 de setembro de 2018

A virtude como elemento da alma


Mestre Serapis Bey

Canalizado por Thiago Strapassom, em julho de 2018

Filhos, que as bênçãos do amor lhes aqueçam o coração.

Hoje venho com uma proposta simples, porém dissonante do comum, porque discuto a virtude.

Discutir a virtude é algo tão comum em seu mundo, pois para tudo vocês atribuem valores sobre aquilo que é virtuoso ou não.

A virtude, portanto, da forma como a veem, está conectada ao julgamento, pois se não é virtuoso é pecaminoso, pior ou errado. A virtude é o certo, o restante é aquilo que não deve ser. Então, vocês atribuem valores ao que dizem ser virtuoso e delimitam suas experiências tentando atingir esse estado de virtude.

E essa busca se transforma apenas em uma forma de pensamento, em um julgamento, em uma maneira de ver o mundo, e o que denominam como virtude acaba por circunscreve-los a elementos rasos e pobres, a retirá-los da comunhão com a unidade.

Quando entram na sintonia do certo e errado, do julgamento, deixam de perceber como a experiência toda, por si só, é virtuosa.

Classificar elementos como virtuosos ou não é como olhar para uma mesa a partir de uma das beiradas, perdendo a vista da mesa por completo e, portanto, sua definição. Esquecem-se de que a mesa só é o que é se estiver dentro daquilo que a mente entende como mesa. É necessário que ela esteja completa, em todas suas características, para que a compreendam assim.

Deixem, portanto, de buscar a virtude e compreendam que ela já existe no Todo. O processo por si só já lhes traz a virtude, que é um resultado da experiência por completo e não um aspecto dela.

Vejam que a virtude surge não de um ponto de vista daquilo que vivem, mas sim como resultado daquele que se desconectou do julgamento da vida. A virtude, portanto, é um estado que resulta da desconexão da consciência do estado de julgamento.

A virtude não é uma atribuição de valores entre certo e errado, mas aquilo que sobra quando o homem se livra de suas sombras, ao compreender o valor da comunhão do espírito a tudo que existe.

Estejam em paz, filhos, a compreender que já são virtuosos em si. Não há porque buscar a virtude, pois como filhos da divindade que representam, a virtude sempre esteve ao alcance.

Com carinho, de seu irmão.

Serapis Bey
_________________________

Fonte: coracaoavatar.blog.br


quarta-feira, 12 de setembro de 2018


O Blog SIRIANA interromperá, temporariamente, suas postagens, do dia 13 a 26 de Setembro de 2018, por motivo de viagem.

Retornaremos a partir de 27 de setembro.

Luz e Paz a todos! 

Namastê!



Chegando o momento
da liberdade do Planeta


Cristo HÓRUS

Canalizado por Nancy Tate, em julho de 2018

Há algo vindo para todos vocês ao redor do mundo, e é algo que você não esperava que viria no caminho que lhe será dado.

É um momento para a novidade de sua capacidade de dar essência à voz interior que você tem e dar-lhe o prazer que você sabe que terá, quando se trata da voz das pessoas que veem e ouvem sobre o que a mensagem é sobre.

Ao passar pelos próximos tempos de sua existência na Terra, você perceberá que o que está acontecendo agora está nas cartas para o que está vindo nas próximas semanas e meses. É um tempo para a existência dos mundos exteriores vir e deixar você saber o que este mundo da Terra tem sido. É hora de todos vocês verem que as mudanças que estão ocorrendo nestes tempos são aquelas que devem libertá-los e permitir que se apresentem na essência de quem vocês verdadeiramente são, e porque estão nesta expressão de o que está acontecendo e porque você está tão agitado agora. Tudo fluirá para uma nova essência de paz, força na verdade e a tranquilidade de viver na verdade da nova vida alegre que você estará criando.

Isto é apenas um princípio para o que eu estarei trazendo a você através deste, e é parte do que você tem preparado para si mesmo, enquanto você está limpando todas as coisas antigas e abrindo caminho para a novidade das expressões de quem você é verdadeiramente.

Deixo-te agora com o máximo Amor e tranquilidade na expressão da veracidade, como reconhecerás muito em breve.

Amor a todos vocês, eu sou Hórus e eu realmente amo todos vocês! 


Obrigado querido Horus!

Com amor, 
Nancy Tate
________________________________

Fonte: https://voyagesoflight.blogspot.com/
– Camila Picheth e Marco Iorio Júnior – Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz: http://trabalhadoresdaluz.altervista.org/



terça-feira, 11 de setembro de 2018

O MURO


JESHUA BEN JOSEPH (Jesus)

Canalizado por Judith Coates, em julho de 2018

Amado, eu gostaria que você soubesse que a palavra “amigo” é uma derivação de outra palavra que significa “igual”. Você é igual a mim. Agora, eu sei que seus santos Padres disseram: “Bem, isso não pode ser. Um Yeshua, um Jeshua, um Jesus passou algum tempo com você, lhe ensinando”- na verdade, eu não ensinei; Eu invoquei o que você já sabia - “então ele permitiu que o corpo  fosse arrebatado, e houve uma Luz muito bonita, e ele ascendeu ao que foi conhecido como o Céu. Ele está separado e acima de você, sentado à direita de Deus no Céu”.

Agora, eu falaria com você sobre o céu, porque o céu não está lá mais em cima do que abaixo. Sei que seus santos Padres lhe disseram: "É melhor ouvir as palavras que falamos para você. E se você fizer o que todos os professores mais bem versados
​​lhe dirão, você irá para o céu; você irá ascender. Ai de você, se você descer, porque há o poço de fogo que queimará todo o lixo e fará de você a Luz novamente”.

Mas, na verdade, não há lugar algum que você possa ir além do que e onde e quem você é agora. Aqueles que liberaram o corpo se percebem despertos; eles ainda estão vivos. Eles ainda estão conhecendo a existência. Eles ainda estão sabendo.

Na verdade - agora, ouça isso bem - eles o ouvem muito melhor depois de terem liberado o corpo do que quando você estava no corpo e focado em algo que você queria dizer, pensar, ser absorvido. Quando não há o corpo para ter que arrastar, eles estão muito na Totalidade do Espírito.

Então, você pode ter um ente querido que tenha liberado o corpo, feito a transição, como você quiser chamá-lo, e você sente que há uma presença. Você sente, talvez, "Oh, isso parece com ______", e você sente a presença dele, sente a energia dele. É muito, muito verdadeiro que ele está com você, porque… você se lembra? Você se lembra da única declaração abrangente que fiz repetidas vezes? Porque não há separação. Eu tento reforçar essa verdade toda vez que falamos.

Então, você pode sentir que alguém liberou o corpo, e você pensa: “Oh, não, eles foram embora, e eu não posso falar com eles. Eu não posso ouvi-los”. Não, isso é pensamento limitado. Eles estão ao seu redor, muito mais ligados a você do que nunca, quando havia foco no corpo; muito mais abertos e receptivos ao que você está sentindo, ao que você está pensando, ao que você está questionando.

E eles ficam muito felizes quando você está feliz. Quando você está passando por um momento triste e lúgubre, sentindo falta deles, eles tomam isso como um elogio, mas eles não desejam que você permaneça naquele espaço, porque a vida se trata de viver. A vida se trata de alegria.

No entanto, ao passar pela vida humana, você terá pontos de interrogação. Você terá muros que você enfrenta. Você vai ter momentos em que você se pergunta: “Como eu ultrapasso este muro? Como eu fico embaixo deste muro? Como posso me aproximar deste muro?” Você chega a um espaço onde sente que está sendo retido, que foi detido; você quer saber mais; você sabe mais, mas quer saber como conseguir isso.

Como você encontra esse espaço? Respirando fundo. É assim que começa. Essa é a chave que destrava a porta na parede ou que colocará para você a escada para que você a escale. Você começa com uma respiração profunda que diz: "Ok, o que quer que esteja acontecendo, eu paro".

A mente gosta de continuar com todas as perguntas de: “Como vou fazer isso? Com quem irei falar que vai ter a resposta? Para onde eu vou daqui?” E tem que ser lógico, a mente diz. Às vezes, as respostas não são lógicas. Às vezes, eu o vi ... você obtém a resposta e diz: "Ah, não, não pode ser assim tão simples".

Então, você se permite continuar respirando. É uma coisa boa, contanto que você esteja ativando um corpo. Então, você permanece no espaço da paz, o espaço que diz: “Ok, eu não tenho que colocar muito stress em mim mesmo”. Na verdade, quando você faz isso muitas vezes, isso mantém a resposta lá fora em algum lugar, e você não está sendo receptivo a ela.

Quando você chega ao espaço do muro, muitas vezes você sente: “Eu não sei o que está do outro lado do muro. Eu só sei que não posso voltar. Eu tenho que seguir em frente. Há esse muro na minha frente e eu preciso de algumas respostas”. Você já disse isso? Claro, muitas vezes. Você perguntou aos seus amigos, aos seus professores, foi a bibliotecas, estudou nos livros e pode ter encontrado uma resposta.

Então, você continua mais alguns dias ou anos e, às vezes, você vem contra outro muro. E você diz: "Eu pensei que já tivesse superado isso”. Você se vira e olha em volta, e com certeza, você passou por esse muro, mas aqui está outro. Então, o que você faz? Você respira fundo e permanece em paz. Você respira fundo e se permite permanecer em paz, até que haja um esclarecimento de uma ideia.

Mesmo que não seja a resposta completa, você avança com a parte da resposta que está recebendo. Pode ser uma sugestão para que você vá falar com alguém. Você não está realmente certo do porquê. Você se sente muito constrangido com isso, mas você vai até a pessoa e diz: “Eu preciso falar com você por um minuto. Isso é o que está acontecendo comigo, e tenho a sensação de que você tem a resposta”.

E a outra pessoa provavelmente dirá: "Eu não acho que tenho a resposta para você". Mas então você começa a falar, e quando você o faz, você compartilha, e algo irá levar como se fosse uma associação para outra e para outra, até você ver que, “Ok, eu realmente não estou preso. Eu posso seguir em frente, mesmo que seja apenas por centímetros”. Às vezes, é assim que é; é apenas uma polegada de cada vez.

Ou outras vezes parece que você vai adiante aos trancos e barrancos, e você sente: “Graças a Deus. Eu me senti tão retido por tanto tempo, e agora vejo o que posso fazer”. Há uma exultação, um sentimento de “Uau!” E você segue em frente.

Agora, na verdade, você nunca vai para trás. Você tem isto atrás de você, a experiência do que você fez, e você traz isto com você, porque é e tem sido um ensinamento que você fez para você, uma experiência, e toda encarnação lhe trará experiência; cada encarnação, não importa a forma que você escolher.

Você pode optar por ser a abelha. Você não precisa ser humano para conhecer a vida. Você pode ser o mosquito que nem todo mundo adora ter em casa. Ou você pode ser a águia que voa alto. Ou você pode ser um dos irmãos do espaço. Como você acha que chegou aqui para viver na sagrada Mãe Terra? Por pensamento, sim, mas pelo pensamento da viagem espacial. Já pensou nisso, já se perguntou - eu sei que você já o fez: Você se perguntou como chegou aqui? Como surgiu a primeira forma da sagrada Mãe Terra? Pelo pensamento e forma, porque a forma segue o pensamento.

Então você já foi o irmão / irmã do espaço? Pense nisso. Certo. Por que não? Você não está limitado. Qualquer coisa em que você possa pensar, você foi e é muito mais. Muitas coisas você acha que não experimentou. É por isso que é divertido fazer certos exercícios em que você entra na meditação ou você entra no que é chamado de hipnose regressiva e volta ao que parece ser uma vida anterior onde você esteve. Às vezes você experimenta o que parece ser uma forma muito estranha, e ainda assim qualquer coisa em que você possa pensar, você pode experimentar e você pode ser.

Então, quando você está aqui e parece estar contido em um corpo, isso é apenas uma experiência. Se você consegue pensar - e eu sei que muitos de vocês e irmãos e irmãs que gostam de ficção científica - surge uma ideia, de onde veio essa ideia? Veio de você. Veio do que você fez e experimentou; do contrário, não estaria dentro do seu conhecimento.

Então, quando seus programas de entretenimento aparecem e parecem estar bastante "lá fora", você fica muito animado com eles porque, "Oh, uau, o que vai acontecer? Como eles podem fazer essa viagem espacial? Esse espaço expansivo ... - todos aqueles anos-luz que eles estão me dizendo que é necessário para viajar de uma galáxia para outra. Bem, se você imagina que todas as viagens são pensadas, isso diminui um pouco.

Qualquer coisa que você possa imaginar - e muito mais - você já experimentou. Portanto, nunca abandone ou rejeite uma ideia que chegue a você. Ela chega para ajustar sua memória quanto a quão expansivo você é. Você não está contido dentro do corpo. Você o usa, tanto quanto você pensa que pode; você o usa, mas não é tudo de você. A grande maioria de vocês não está contida, não pode ser contida. E você sabe disso, porque você sonhou em correr nos campos. Você sonhou em voar. Você sonhou com outras existências. Então você acorda e diz: "Ah, mas foi apenas um sonho".

Eu lhe pergunto, de onde vem o germe de um sonho? A partir do pensamento, e o pensamento muitas vezes é baseado no que você já experimentou fazer e ser.

Quando falei com minha amada amiga e professora, a que você conhece como Judith, que meu tema nesta noite seria “O Muro”, ela me perguntou: “Isso tem alguma coisa a ver com o projeto político que está sendo amplamente divulgado?” E eu disse: “Bem, é claro”. Tudo está dentro do reino do pensamento, e é aí que está o muro; está dentro do reino do pensamento. Será? Para alguns de vocês, será uma realidade parcial.

Eu vou lhe pedir que faça algo divertido. Coloque-se no futuro daqui a vinte e cinco anos. Haverá necessidade de um muro como o que está sendo considerado agora? Provavelmente não. Eu sugiro a você que em vinte e cinco a cinquenta anos de seu tempo, o que você vê como países separados como o Canadá, Estados Unidos, México, alguns da América Central, todos serão unidos como um só. Eles podem ser como os estados de seus Estados Unidos: autônomos em algum grau e ainda parte de um todo maior.

Vocês, como um coletivo, irão se cansar de estar contra alguma coisa. A ideia de Unidade já está germinando. Então, aqueles de vocês que estiveram assistindo e seguindo toda a conversa - e é isso que é agora - permitam-se avançar alguns anos e saibam que as comunidades que vocês têm agora estão mudando; elas já estão mudando.

As energias conflitantes que você observa agora são muito como falamos muitas vezes sobre a muda enquanto ela está germinando e subindo pela crosta do solo. É difícil. Faz uma bagunça das coisas. Quando essa pequena muda surge, ela empurra a sujeira que se afasta. Isso muda tudo. É preciso muita energia para surgir e deixar de lado tudo o que existiu de certa forma que parecia que sempre iria ser assim, e ainda assim a muda diz: “Mas eu devo crescer. Eu devo florescer. Eu devo ser”.

É onde você está agora. E aqueles que se lembram das vidas de ser não apenas a muda, a consciência, a consciência expandida; aqueles que se lembram de como é estar no verdadeiro amor e amizade com os outros, você está dizendo: "Por que não podemos ter isso agora?"

Porque existe uma crença no processo, no tempo, que diz: “Bem, tem que haver um começo. Tem que crescer. Tem que germinar um pouco. Tem que subir pelo solo. Tem que ser um processo”.

Mas pensei… que coisa excitante. O pensamento pode ser muito rápido, muito rápido, ir de uma ideia a uma manifestação. Se você olhar para o processo que está acontecendo do meu ponto de vista, é muito rápido.

Então, eu ouvi alguns de vocês dizendo, “Mas Jeshua, se eu tiver apenas um certo número de anos nesta vida, eu ainda irei estar ativando o corpo quando isso acontecer, porque parece que vai ser muito tempo a partir de agora”.

A resposta para isso é: "Como você desejar”. Se você quiser prolongar a vida útil ou se quiser reciclar e voltar, criar uma forma novamente ... ou você pode dizer: "Bem, eu já visualizei isso, e eu realmente gosto do que eu visualizo, então talvez eu não tenha que fazer isso de verdade. Talvez eu saiba apenas que isso irá acontecer”.

Veja, de onde você está a qualquer momento, há mais caminhos do que você pode contar a partir desse ponto; potenciais. E aquilo que você pode visualizar, imaginar, brincar, tudo isso, na verdade, já aconteceu. Mas é divertido vivê-lo, e é por isso que você faz isso. É divertido experimentá-lo.

Você sabe voar? Como se sente ao voar, estar acima e ter a perspectiva de ser capaz de olhar para todas as pequenas criaturas que estão correndo pela superfície da Terra? Você pode imaginar isso. Você provavelmente já esteve no avião e olhou para baixo. Se não, você lembra como é da nave espacial.

Você sabe como é fazer a meditação certa e ir até a colina gramada, ir até à árvore, ir para a nuvem, olhar para o prado verde. Você sabe como é; o rio que está correndo, o prado verde, o pássaro que fica na árvore. Como você sabe disso? Porque você já esteve lá, fez isso.

Como é ser elegante como um gato e pular do parapeito da janela e se mover com facilidade e graça; como um gato pequeno ou como um grande leão? Você sabe que o pequeno quadrúpede - você o chama de pequeno - acha que ele é tão grande quanto o leão? Por que não?

Existe um conhecimento. E como eu já perguntei, como você tem esse conhecimento? Ele existe porque você já esteve lá, fez isso. É, na verdade, uma lembrança. E você tem um professor sábio que lhe disse que tudo o que você faz aqui é feito em memória; não em memória de mim. Se você quiser se lembrar de mim, tudo bem, mas você não tem que fazer isso em memória de alguém que aparentemente está acima de você. Eu não estou acima de você. Somos iguais; sempre seremos, sempre fomos. Nós somos da única Mente – com “M” maiúsculo. Isso é tudo.

Então, quando você chegar àquele lugar onde parece haver um muro à sua frente, “Você sabe, eu gostaria de mudar minha rotina diária. Eu gostaria de estar realmente fazendo algo onde eu pudesse usar mais meus talentos, mais o meu pensamento, mais as minhas ideias expansivas. Eu nem me importaria de ter um trabalho em que eu pudesse estar. Pode ser bom”.

Coloque-se daqui a um ano; talvez nem tanto tempo assim. Visualize. Porque eu direi a você que, com toda a probabilidade, daqui a um ano você estará fazendo algo muito diferente do que está fazendo agora. Você irá estar se expandindo, desenvolvendo-se, divertindo-se mais e mais fazendo o que seja o novo empreendimento. Até certo ponto de uma vida, você parece estar acumulando experiências, conhecimentos, ideias, técnicas. Você vai à escola e eles ensinam como é a forma aceita de escrita, a forma aceita dos sons das palavras, e você diz: “Ok, você sabe, eu vou concordar com isso. Irei estudar, irei aprender.

Você está vivendo em um momento muito emocionante, porque a consciência está pronta para saber o que está além do muro. Você está em um lugar onde você sabe que nenhum muro poderá retê-lo. Você é o único que construiu o muro, então, portanto, ele tem que lhe obedecer.

Agora eu sei que, às vezes, os muros podem parecer muito grossos. Houve muitas vezes, como está registrado em seus textos sagrados, que eu ia a um jardim e comungava com o Pai, como o chamava - o Pai, porque era uma sociedade patriarcal, e o pai era visto como o Provedor. Como eu compartilhei com você em outros momentos, se tivesse sido uma sociedade matriarcal, teria sido a Mãe.

Então, eu comunguei. Eu disse: “Veja, há certas pessoas nesse grupo, o grupo expandido, esse grupo religioso, que não gosta muito do que estou dizendo. Eu sei que eles não gostam de mim, e eles gostariam que eu simplesmente parasse de compartilhar, mas eu não posso”. Há dois mil anos, eu estava falando sobre algumas das mesmas coisas? Sim. Você compreendeu as ideias então? Sim. Por que você está de volta agora? Dê-me uma resposta para isso. Por que, se há dois mil anos você teve um vislumbre do que eu estava compartilhando com você, por que você está de volta agora?

Para explorar todas as possibilidades das ideias, que é o que você está fazendo agora, com a exploração de novas dicas, ideias que chegam até você e você se empolga com elas. Você acorda de manhã e pensa: “Hmm, eu me pergunto o que era aquilo quando ele disse isso ontem e eu estive pensando sobre isso”, e surge uma nova ideia. Às vezes você fica muito empolgado com isso e quer compartilhá-lo com alguém, e você o faz.

E é assim que a consciência muda - em um instante. Uma ideia vem, e não será silenciosa até que você brinque com ela, até que você diga: “Ok, eu estou subindo neste muro com essa ideia que acabou de chegar a mim. Estou animado com isso. Eu realmente quero ver até onde isso irá. Eu quero ver o que acontece”.

O muro é de sua própria criação.  E se for da sua criação, quem pode mudar isso? Você quer me chamar para mudar isso para você? Eu tenho novidades para você. Eu só posso fazer por você o que posso fazer com você. Isso é o quanto você é poderoso.

Seus mestres religiosos, seus santos Padres lhe ensinaram por um longo tempo que vocês eram minúsculos vermes do pó, que você não sabia como sair e você não sabia como entrar, que você tinha que procurá-los por conselhos. Às vezes, o conselho o mantinha em um contêiner, impedia que você pensasse que poderia ser qualquer coisa além do que você era; não entendendo o quanto você é e até onde você pode ir.

Mas isso está mudando. Quando você sentir que chegou a um muro; escale-o. Suba o muro. Saia da bengala; ande pelo muro. Pegue o balão e passe por cima: da maneira que você quiser.

E saiba que você nunca faz nada sozinho. Sempre há ajuda. Estou sempre aqui para ajudar. Os mestres, os professores, aqueles que você conheceu em outras vidas, os que escreveram os livros nesta vida: vocês são professores uns para os outros. Compartilhe o que você sabe. Compartilhe o que você está questionando, porque às vezes as respostas surgem das perguntas.

Entusiasme-se com a vida. Vá em frente, como dizem. Anime-se! Saiba que não há muro muito alto, muito espesso, muito longo. Respire fundo e diga: "Eu vou" e, com isso, um milagre acontece. O muro desaparece.

Que assim seja.

Jeshua ben Joseph (Jesus)

Nota: “Jeshua ben Joseph” é o nome aramaico original de Jesus, a personificação da energia crística na Terra.
_______________________________



Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br 





segunda-feira, 10 de setembro de 2018

O reconhecimento
por parte das outras pessoas
  

Arcanjo Miguel

Canalizado por Luciana Attorresi, em julho de 2018

Amados Mestres, é com imenso prazer que retorno, abraço no imenso Amor do Pai Criador.

Quero falar hoje de uma das questões mais importantes a serem resolvidas na jornada da humanidade: O reconhecimento por parte das outras pessoas.

Muitos irão dizer que já passaram por essa “fase”, que não se importam com aquilo que os outros dizem ou pensam sobre eles, mas se eu disser “pegue uma roupa rasgada ou que está completamente fora de moda, ou com cores chamativas, por exemplo, verde e amarelo, (nota: Arcanjo Miguel sorri nesse exemplo) e saia para passear”.

Se vocês fizerem isso, ao sair, vão caminhar pela rua procurando o olhar das outras pessoas para verificarem a aprovação ou desaprovação delas.

Tem pessoas que deixam de frequentar pessoas que amam, para agradarem uma única pessoa, como a mãe e o marido, a esposa ou namorada; tem ainda aqueles que não se permitem viver a própria vida sem que alguém lhe diga que aquilo que ele quer fazer é bom; sozinho, ele se sente incompleto sem o reconhecimento da outra pessoa, ele se sente desamparado.

Mestres, não busquem a aprovação das outras pessoas porque, na maioria dos casos, vocês vão caminhar sobre regras pré-estabelecidas por outras pessoas, que não irão espelhar o que você está realmente sentindo.

Esse é o momento que exala liberdade para todos vocês, mas é preciso se tornar consciente das prisões em que vocês se colocam diariamente, e a procura por reconhecimento alheio é uma delas.

Vocês são capazes de dirigir a própria jornada. Vocês são Mestres. Procurar um conselho é bom, mas tomar uma atitude baseada na vergonha, na vontade de agradar os outros a qualquer custo, e se anular completamente para caber em um modelo pré-estabelecido, só os levará à frustração, ao sentimento de que vocês não são bons o bastante.

Busquem pela sabedoria da própria jornada, verifiquem se a decisão é baseada em uma vontade própria ou é baseada nas avaliações alheias; e é muito simples saber a verdade, é só se perguntarem “o porquê estou tomando essa atitude?”

Se a resposta for “porque quero” está tudo bem, mas se a sua resposta for “porque não quero brigar, porque não quero que me achem louco, porque não quero decepcionar”, e por aí adiante, vocês estarão, pela milésima vez, buscando o reconhecimento nas outras pessoas, às custas do vosso bem-estar.

Amem-se ao ponto de se colocarem em primeiro lugar e vocês vão conseguir amar ainda mais as outras pessoas, porque o verdadeiro amor liberta e fortalece, tanto a si mesmo, quanto às outras pessoas.

Eu os amo, meus Mestres, e os deixo dentro do imenso Amor do Pai Criador.

Eu sou Arcanjo Miguel
____________________________

Fonte: http://trabalhadoresdaluz.com


domingo, 9 de setembro de 2018

O EU INTERDIMENSIONAL


JESHUA / JESUS / SANANDA

Canalizado por Judith Coates

Amado, eu falo com você agora sobre o seu verdadeiro Ser, quem você é e de onde você veio. Eu falo com você para responder a muitas das perguntas que você teve sobre a vida, por que você está aqui e como pode ver sua vida e circunstâncias mais sagradas. Eu falo com você sobre o amor que você esqueceu, e como você pode recordar.

Amado, o que você faz nessa realidade é um grande milagre. Você se concentra tão intensamente e tão especificamente em uma realidade que todo o resto da Realidade - com um “R” maiúsculo - é momentaneamente esquecido.

Você se concentra mais maravilhosamente em um tempo, um lugar, uma personalidade, uma individualidade, uma realidade - “r” minúsculo - e, ao mesmo tempo, você está funcionando dentro de outras realidades - “r” minúsculo.

Você está tendo vidas em outras realidades, vidas tantas quantas puder imaginar e tão curtas quanto você possa imaginar: vive uma vida inteira no que seria, em sua medida, um nanossegundo, e ainda assim é uma vida cheia de experiência nesta centelha de Tempo.

Em sua realidade atual, a consciência coletiva - a crença profundamente enraizada dentro de você como a consciência coletiva - diz que existe apenas uma realidade. É este momento do “agora” e você deve participar dessa realidade. Você deve dar tudo o que você sente ser a sua energia.

Em outras realidades existem sistemas de crenças que permitem a amostragem de várias possibilidades da experiência em que você sabe que está tendo uma experiência - uma vida dentro dessa dimensão - e ainda assim você sabe que também está expressando e experimentando outras realidades.

Agora, em sua realidade atual, você se moveu para um lugar de semi-recordação da sua Totalidade, onde você permitirá que haja uma consciência expandida com alguns dos irmãos e irmãs que não precisam ter o foco no corpo; em outras palavras, aqueles que você chama de mestres, guias, professores, anjos, que não estão ativando o corpo.

E você embutiu em seu sistema de crenças uma porta maravilhosa, uma porta que está se abrindo agora porque você está decretando que é o momento de ela ser aberta, uma porta que está permitindo que sua consciência saiba mais quem você é.

Você teve muitos sonhos e sonhou em despertar. É onde você está agora.

Você sabe que o despertar irá acontecer - isso está dentro de sua aceitação agora - mas ainda há a crença no processo que diz que ainda está para ser; está no futuro, em algum lugar. Mas dentro do seu sistema de crenças você também colocou a porta mais maravilhosa e uma chave para abrir esta porta, e você está no processo de girar a chave e abrir a porta.

A chave é a mais maravilhosa e, no entanto, é a mais simples. É difícil para o ego, para o ego separado, não desejar que isso faça parte de seu sistema de crenças. A chave é a vontade de acreditar, a disposição de dizer: "Deve haver mais do que apenas essa realidade". É simples assim.

Você tem escutado a voz ainda pequena dentro de você que tem dito: “Eu estou pronto agora para saber quem eu sou. Estou pronto agora para abrir a porta e atravessá-la para a plena compreensão e lembrança de quem eu sempre fui antes do início do tempo”.

Então, enquanto você está milagrosa e especificamente focalizando esta realidade, você também está construindo nesta realidade a porta aberta que lhe permitirá avançar para a compreensão e a experiência do Você interdimensional. Isto também permite que você se mova, converse com o outro você que se expressa em outras dimensões.

Agora, em momentos de meditação, em momentos em que você permite que a mente esteja livre das restrições do mundo, você esteve sonhando - a coisa mais maravilhosa, o devaneio - permitindo que a mente vá sem julgamento aonde quer que ela o leve.

Você foi para outras realidades e participou. Você já experimentou a sensação de ser a estrela mais expansiva no céu. Você olhou para as luzes mais maravilhosas em seu céu e conheceu a Unidade com essas luzes. Você se sentiu fundido, se quiser, na energia da estrela, e você foi além do perímetro do pequeno eu.

Ao olhar para a flor mais bonita, você vislumbrou por um instante como é a energia dessa flor; ou como é ser como você chama em seu conceito, o deva dessa flor, a energia que guia, dirige o crescimento e a expressão dessa flor; o mesmo que uma folha de grama, o mesmo que uma árvore ou uma pequena muda. Você olha para isso e se surpreende com o milagre da vida.

Você vê em toda criação o milagre da vida em toda parte. Você se permitiu, de vez em quando, perder a sensação de restrição que diz: “Eu sou apenas essa individualidade. Eu sou apenas esse corpo. Eu sou apenas essa personalidade”. Você perdeu esse pequeno sentido e expandiu-se para conhecer mais o seu verdadeiro Eu naquilo que você chamaria de dimensões, mesmo dentro dessa realidade.

Em momentos de meditação, você perdeu toda a sensação do corpo. Você até perdeu todo o sentido da mente.

Então você voltou a essa realidade e alguém pode ter lhe perguntado: "Onde você esteve?" E você respondeu: "Eu não senti a passagem do tempo. Eu não sei onde estive, mas me senti bem. Pareceu expansivo. Parecia o paraíso. Foi maravilhoso”.

Você tenta encontrar palavras para explicar, e não há palavras, pois é um conhecimento e uma lembrança que vão além da restrição dessa realidade.

Você participa de muitas realidades, como você perceberia como uma parcela de tempo. Você joga em muitas realidades que não conhece ou acredita no conceito de tempo. Você sabe como é seguir o fluxo de energia que é irrestrito.

Dentro de seu conceito nesta realidade, você chamaria a isso de velocidade da luz, porque é o mais rápido que você sabe ou pode imaginar dentro dessa realidade e, ainda assim, é mais rápido do que a luz. Está além do conceito de luz.

Você sabe como é ser Um com o oceano do ser. Você sabe como é sentir a plenitude, a santidade de você e a cura que você tanto deseja. Você tocou naquele espaço de grande cura em tempos de meditação, em tempos de quietude.

Permita que a imaginação seja livre, para levá-lo além do que é conhecido como essa realidade e, em seguida, libere até mesmo a imaginação e apenas seja.

Ao iniciar o processo de conexão com a Totalidade que é você, use as ferramentas que você tem nessa realidade. Vocês são os criadores mais maravilhosos de ferramentas, de técnicas. Vocês são aqueles que são criativos em trazer à tona os professores que falarão a vocês de maneiras que serão como catalisadores para a lembrança.

Use essas ferramentas no início deste processo. Você já fez isto, pois tem visitado muitas das oficinas, muitos dos oradores que se encontravam animados com uma energia que vai além do que você conheceu na atividade cotidiana, e sua energia tem sido tão contagiosa que você queria estar em sua presença. Você queria estar aos pés deles e aprender o que eles poderiam transmitir a você.

Você chama esses professores porque está pronto. Você está desejoso de conhecer a próxima ferramenta que você pode usar, o próximo catalisador para a lembrança. Você quer saber mais do seu verdadeiro eu. Você quer vir verdadeiramente vivo.

Você sabe que você pode viver a vida diária, você pode ganhar as moedas de ouro o suficiente para sustentar o corpo, mas deve haver mais na vida. À medida que você vê a sua vida passando - e todos vocês sentiram uma aceleração do tempo - você sente que precisa seguir essa busca, para não perder mais tempo.

Agora, na verdade, você nunca perdeu tempo, mas o ego fala com você, e às vezes há a sensação de que você perdeu tempo. Você explorou muitos caminhos, mas agora está em um lugar onde quer conhecer as ferramentas; você quer conhecer o processo. Você quer conhecer a porta e como abri-la.

A porta está dentro de sua compreensão, de sua crença, mesmo neste momento.

A chave para abri-la é a disposição de confiar que você pode abri-la, de confiar que você a está abrindo; não para julgar a si mesmo, não para julgar toda a revelação e derrubá-la, mas olhar para toda experiência com reverência e admiração e louvar-se pelo que você está se permitindo compreender como ferramentas no processo.

Brinque com as ferramentas que você cria. Divirta-se com as ferramentas do processo. Em seguida, esteja com as revelações que essas ferramentas lhe apresentarão. Fique com as revelações e pergunte: “Para onde essas revelações me levam?”

Permita-se ser o mago que reunirá várias revelações, aparentemente separadas, e, ao reuni-las, o seu mago fará uma nova revelação, uma nova gestalt, se preferir, de todas as partes das revelações que vieram antes.

Então, esteja com essa revelação e diga: “Se isso for verdade, para onde isso me leva?” Não tenha medo de reivindicar aonde isso irá levá-lo. Avance corajosamente para um novo território.

Você sabe que é por isso que você gosta tanto de seus programas de ficção científica? É porque você quer jogar fora restrições do que esta consciência coletiva da realidade lhe disse que tem que haver.

E você, no âmago do seu ser, disse: “Não, há mais. Há muito mais. Eu, vagamente, muito vagamente - e às vezes não muito vagamente - lembro-me de viver nas Plêiades. Eu me lembro de voar à velocidade da luz. Lembro-me de grandes naves espaciais ativadas pela minha energia, ativadas pelo pensamento. Eu me lembro ...”

E então você coloca isso no futuro, como uma história, dizendo: “Bem, esta é uma época por vir”. E ainda assim você não teria essa “história” dentro da consciência agora, se não fosse algo que você já experimentou.

Todo o tempo é como uma esfera, e cada ponto da experiência relacionada ao tempo está dentro dessa esfera. Cada ponto de experiência que você chamaria de “no passado” está dentro dessa esfera. Cada ponto de experiência que você chamaria de seu “futuro” está dentro dessa esfera.

Como você contemplará outro ponto de experiência de onde você se vê agora, o que o conecta é a linha, e é por isso que você acredita no tempo linear; no entanto, é uma esfera de experiência dentro de um conceito chamado tempo.

Nem toda dimensão da realidade é limitada pelo conceito de tempo. Na verdade, vocês estão se movendo para fora desta esfera, desta bolha do tempo. Você até tem o ditado: "Estou ficando sem tempo" ou "estou sem tempo".

Você está estourando a bolha do conceito de tempo e indo além disso. Brinque com as revelações quando elas chegarem até você. Permita que elas se encaixem, em um novo entendimento, uma nova gestalt e veja onde isso o levará. Então, permita-se respirar e seja, apenas. Permita-se, quando você tiver seguido as revelações até onde elas irão levá-lo, apenas seja.

Conheça a si mesmo como sendo a expansão da Totalidade. Saiba que você experimenta realidades e se expressa como energia, como você entende isto neste plano.

Saiba também que você se expressa como a consciência do Ser em outras realidades e dimensões, e o que permite a expressão e a experiência de todas as dimensões e realidades é o Você interdimensional, a matrix de Você que não está confinada a nenhum ponto específico de realidade. Esse é o oceano do Ser.

Eu o comparei ao amor, e falei com você no que você chama de velhos tempos de estar na consciência do amor, de se conhecer como amor, pois como você reivindicará o Ser do amor, você conhece a compreensão expandida da Totalidade.

O amor é expansivo. Até o que você conhece como amor humano é expansivo. Quando você se apaixona por alguém, todo o seu mundo muda. Você se sente maior do que o que você já se conheceu.

Você sente que esse objeto do seu amor é ainda maior do que o que você já conheceu, e a experiência vai além de qualquer coisa que você já tenha conhecido no mundo. Você faria qualquer coisa para ficar apaixonado. É rejuvenescedor. É um espaço maravilhoso para se estar, e o amor humano é apenas uma amostra do Amor que é verdadeiramente você.

Todos vocês são amados pelo Pai. Você luta ao longo dos seus dias. Você tem objetivos, atividades que devem ser realizadas todos os dias. Você tem que vir aqui. Você tem que ir ali. Você tem que ser uma certa pessoa. Você espera que você esteja à altura do que o empregador quer que você seja.

Você espera que você esteja à altura do que o cônjuge quer que você seja. Você espera que você esteja à altura do que os amigos e colegas esperam que você seja. Você espera, nos recessos mais profundos de você, que esteja à altura do que acha que pode ser. Esse é o mais difícil de todos.

E todo o tempo você é amado pelo Pai, o ser maravilhoso que é você.

Você participa de um jogo. Você participa de um jogo de estrelas e é a estrela.

Você entra em um foco mais específico, sabendo que precisa se conectar com a bola que está vindo em sua direção e deve jogar de acordo com as regras - regras arbitrárias - do jogo, e espera poder estar à altura.

Quando você se conecta, você se sente tão vivo! E o tempo todo que você está participando do jogo, o seu Eu está sentado na arquibancada, se você quiser, observando você que está participando do jogo das estrelas, torcendo por você.

A sua matrix, o Você interdimensional, é a fonte do seu poder de expressão e experiência. É fora da matrix, o Você interdimensional, que você manifesta toda a realidade que você experimenta. Fora da sua matrix, você cria todas as experiências dentro de cada realidade. Você faz isso tão maravilhosamente nessa realidade que nem sabe que está fazendo isso.

Se você vir algo em sua experiência de vida transformada, expanda-se para o Você interdimensional, a sua matrix, o seu Amor.
_____________________________

*** A mensagem acima é do capítulo inicial do volume IV de Jeshua, em Sua série de livros sobre Seu Cristo Pessoal. O volume é intitulado O Eu interdimensional: o caminho para a Paz. Jeshua disse que Ele avançará no assunto de palavras e conceitos para a atualização e experiência do eu interdimensional. Você está convidado para avançar conosco!
_____________________________

Formatação: DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
Tradução: Regina Drumond - reginamadrumond@yahoo.com.br