EM SERVIÇO NO PLANETA TERRA

EM SERVIÇO NO PLANETA TERRA

quinta-feira, 19 de julho de 2018

TUDO ESTÁ MUDANDO


ARCANJO MIGUEL

Canalizado por Leslie-Anne Menzies, em junho de 2018

Meus queridos, o tempo para a restauração está concluído. As linhas do tempo mudaram e, assim, todos os seres que residem no Planeta.

Ocorreram muita cura e reenergização. Trouxeram mais equilíbrio para os seus corpos terrenos. Seus corpos, trabalhando com o Corpo Elemental, foram atualizados, limpos, purificados e rejuvenescidos. Vocês podem ter consciência disso ou pode ter sido sutil. Para muitos, isso foi extremo. Seus corpos estão sendo atualizados, de “Corpos de Luz Solar” da terceira para a quinta dimensão. A Luz que vocês agora sustentam é muitas vezes maior do que era, mesmo em alguns meses atrás.

O restabelecimento do equilíbrio exigido entre o Feminino Divino e o Masculino Divino foi sentido e observado.

Ocorreu muito realinhamento, em um curto período.

Vocês se lembrem de que 2018 é um ano de CONCLUSÃO!

Muito já aconteceu nos seis primeiros meses desta janela do tempo e MUITO MAIS VIRÁ.
Toda ALMA no Planeta agora sabe conscientemente que TUDO ESTÁ MUDANDO.

O velho mundo entrou em colapso. Somente os que se agarram à querida vida é que tentam acreditar que não!!!

No fundo, eles também SABEM.

Meus queridos, tudo aquilo que vocês concordaram em concretizar nesta existência está se desvendando diante de seus olhos. Vocês SABEM em seus CORAÇÕES o que é e o que deve ser.

Antes de entrarem nesta existência, vocês CONCORDARAM com tudo o que tinha que acontecer.

Tem sido uma transição muito difícil para muitos de vocês que concordaram em sustentar a LUZ E O AMOR durante estes momentos importantes.

Meus queridos, muitos esqueceram do que concordaram (porque vocês colocaram o véu da amnésia em si mesmos), MAS, agora vocês estão se lembrando, e mesmo aqueles cujas vidas foram completamente abaladas por grandes perdas, tristeza, pesar e desespero, estão percebendo a sabedoria de suas escolhas. Sabendo que não há separação e sabendo que todos se comunicarão mais uma vez com os entes queridos que partiram.

Tudo precisou acontecer dessa forma para que vocês pudessem produzir esses momentos milagrosos.

Meus queridos, gostaria de lembrar-lhes que chegará uma hora em que tudo isso vai desaparecer e vocês só se lembrarão da ALEGRIA E DA PAZ que os aguardam.

O processo para muitos foi muito cruel e nós amorosamente os sustentamos enquanto vocês passavam por sua transformação singular. Nós os amamos em todas as provações e os sustentamos quando vocês se sentiram perdidos e sozinhos. No entanto, vocês nunca estiveram sozinhos e nunca poderiam estar – isso é impossível!

VOCÊS E NÓS SOMOS UM – sempre foi e sempre será.

Agora mais do que NUNCA, a prova dessa afirmação é evidente.

Vocês nos sentem, vocês nos veem, vocês nos ouvem – mais do que em qualquer outro momento em sua existência neste Planeta, e a VERDADE está à vista de todos; e assim se torna mais a cada dia.

Meus queridos, acolham a LUZ QUE VOCÊS SÃO, o AMOR QUE VOCÊS SÃO, a UNICIDADE QUE VOCÊS SÃO. As mudanças na Terra agora estão acontecendo mais rápido do que nunca – esses próximos seis meses de 2018 vão se acelerar e a cada novo dia vocês sentirão essas palavras reverberarem, à medida que o tempo se acelera.

Meus queridos, acolham-se mutuamente, reconheçam que VOCÊS ESTÃO NELES e ELES EM VOCÊS. Reconheçam-se como o Feminino Divino e o Masculino Divino plenamente incorporados, perfeitamente equilibrados, e quando vocês realmente estiverem, não vão mais “culpar” uns aos outros por quaisquer delitos. Vocês começarão a RECONHECER a verdadeira unidade e unicidade. Essa aceitação irá de mãos dadas com a PAZ que está agora envolvendo o seu Planeta, a ABUNDÂNCIA que está sendo emanada sobre vocês.

E, à medida que vocês equilibrarem esses aspectos do Feminino Divino e do Masculino Divino, a Unicidade naturalmente será o resultado, assim como o BEM-ESTAR e a SAÚDE PERFEITA.

Vocês são os Mestres de sua consciência individual e coletiva. O que se desenvolve a partir deste dia é dirigido por sua VONTADE. A Vontade do Divino Você – e vocês conseguirão realizar tudo aquilo pelo que oraram e sonharam.

Parabéns, meus queridos, o que vocês conseguiram até agora e continuam a fazer é trazer a MAGIA e os MILAGRES da Nova Terra e dos Novos Humanos para o Ser.

Nós assistimos em reverência – e assim é.

EU SOU ARCANJO MIGUEL
_________________________________

Direitos Autorais:
Ao compartilhar esta mensagem, favor respeitar os créditos, sem acrescentar, modificar ou extrair nada do texto publicado.
Fonte: leslie-anne@angelstoinspire.com.auwww.angelstoinspire.com.au
Tradução de Ivete Brito – adavai@me.comwww.adavaiwordpress.com



terça-feira, 17 de julho de 2018

Mandalas – um fenômeno global


Por Sarah

A espiritualidade das mandalas:
Mandalas representam um mundo inteiro, Deus, o ser humano, a vida e a criação. Essa forma circular é um símbolo chamado arquétipo, isto é, uma imagem que está enraizada no subconsciente coletivo que governa a ordem interna da natureza, como no sistema de signos do zodíaco nosso aniversário determina certos aspectos de nossa personalidade.

O círculo está presente em todas as culturas, pois é a forma geométrica perfeita, usada para ilustrar a totalidade e a verdade. Mandalas têm sua origem na Índia e, com o passar do tempo, se espalharam pelo mundo. Em nossa cultura, o psicanalista suíço Carl G. Jung (1875-1961) a introduziu para fins terapêuticos, desenvolvendo uma teoria sobre a estrutura da psique humana.

Segundo Jung, mandalas representam a totalidade da mente, abrangendo tanto o consciente quanto o inconsciente, e afirmam que o arquétipo desses desenhos está firmemente ancorado na psique coletiva.

Acredita-se que, ao desenhar mandalas, o espírito e a mente se conectam. Isso cria uma forma de meditação que consegue expandir nossa consciência, desenvolve a intuição e até nos dá propriedades regenerativas em escala celular, até nos introduzir em uma dimensão mais espiritual de consciência.

Mandalas: um fenômeno global
A universalidade do mandala da terra é uma mandala do ser; reflete uma estrutura única: o princípio central. O centro é um símbolo da eternidade, a fonte inesgotável de onde todas as sementes vêm. Uma mandala consiste em uma série de formas concêntricas, que evocam uma transição entre o microcosmo e o macrocosmo.

O centro da mandala não é apenas a constante do espaço, mas também a do tempo: o centro do tempo é agora. Representa o culminar da consciência. As três propriedades fundamentais da mandala são um centro, simetria e os pontos cardeais; o primeiro princípio é constante, as outras duas variáveis ​​dependem da mandala.

As mandalas têm uma beleza hipnótica e viva, e embora tenham estado conosco por séculos, nos últimos anos, elas se tornaram um fenômeno generalizado. As mandalas estão por toda parte: elas aparecem na própria natureza e assumem a forma de objetos cotidianos, como pinturas, joias, pingentes e até tatuagens.

Os livros, cursos e oficinas de mandala se multiplicaram e aqueles que praticam esta arte antiga asseguram uma nova harmonia com a ordem natural e um maior equilíbrio e bem-estar, graças às suas virtudes terapêuticas.

Mas por que essas formas geométricas nos atraem tão poderosamente aqueles padrões que se repetem combinando formas e cores? Quais benefícios vêm da criação, coloração ou simplesmente contemplação de uma mandala?

Origem das mandalas
A palavra mandala vem do sânscrito e significa círculo sagrado, círculo mágico ou roda. O círculo representa a ideia do divino, da eternidade e do universo, da unidade e de tudo, a forma perfeita, sem começo nem fim, presente em tudo o que nos rodeia.

Diz-se que as mandalas contêm um significado espiritual em seu interior, que mesmo contemplá-las tem um profundo poder transformador e que elas podem despertar nas qualidades mais obstinadas do indivíduo, como compaixão, generosidade ou sabedoria.

Embora nativas da Índia, as configurações de mandala também aparecem em outras culturas, como a arte cristã e gótica medieval, no mundo andino, entre os aborígines australianos ou na tradição esotérica, na forma de círculos protetores e outros talismãs.

Mas talvez os mais famosos sejam aqueles feitos com areia colorida pelos monges tibetanos, que são criados para serem destruídos cerimonialmente, lembrando assim a impermanência da realidade em que vivemos como ajuda para praticar o desapego.

Mandalas de areia são muitas vezes feitas a pedido da comunidade, para trazer paz e harmonia aos lugares e seus habitantes, para consagrar remédios medicinais, para purificar ambientes e pessoas ou como iniciação de algum ritual tântrico.

De acordo com a crença budista, a simples participação ou colaboração no processo de criação de uma mandala de areia purifica os seres e o ambiente onde ela ocorre.

Mandalaterapia e seus benefícios
Carl Gustav Jung despertou o interesse pelas mandalas orientais na civilização ocidental. Ele as considerou como uma expressão do inconsciente e as usou em psicoterapia para ajudar seus pacientes a ordenarem seu caos interno.

O próprio psiquiatra dedicou-se à prática cotidiana de criar mandalas, assegurando em seus escritos que pintar mandalas traz paz e tranquilidade e lança luz sobre a escuridão de nossa mente.

Atualmente, como terapia alternativa, as mandalas são usadas para atingir o inconsciente e desencadear emoções e pensamentos que são frequentemente ignorados. Elas também servem como uma ferramenta de trabalho interior e nos ajudam a equilibrar nos níveis mental e emocional.

Portanto, nos benefícios que qualquer expressão artística acarreta, no caso da criação de mandalas, o trabalho espiritual é acrescentado, através da atenção plena e da meditação ativa que, com a prática, ajudam a gerar harmonia, paz e equilíbrio interno.

Além disso, pintar mandalas traz outros benefícios, como redução do estresse, imaginação aprimorada e criatividade, concentração, disciplina, precisão e flexibilidade, desenvolvendo a paciência e até mesmo ajudando nos processos de cura de várias patologias físicas.

Como pintar mandalas
A única regra é permitir-se a liberdade criativa para deixar sua imaginação fluir. Música relaxante, um lugar confortável e o desejo de desconectar-se de qualquer externalidade.

Mandalas de pintura podem ser uma atividade sozinho ou em grupo. Qualquer um pode fazer isso. Você pode criar um desenho com um compasso e preenchê-lo manualmente com figuras geométricas, barras, pétalas, bordas ou modelos pré-desenhados coloridos.

Qualquer suporte e material de coloração é válido: lápis, marcadores, aquarelas. Normalmente, comece de dentro para fora, mas não é essencial fazê-lo; o que é recomendado, porém, é que você termine a primeira mandala antes de iniciar uma nova.
Se um efeito de relaxamento for desejado, é melhor escolher figuras grandes e simples. Agora, se você quiser aumentar a concentração, é preferível optar por formas mais complexas e detalhadas.

Quanto ao uso de cores, também é inteiramente livre e, de fato, a escolha de cores e formas será mais reveladora para os especialistas dedicados à interpretação de mandalas utilizadas para fins terapêuticos.

Como uma mandala pode me ajudar?
Para todas as culturas que usam mandalas, tanto na meditação quanto na cura, as mandalas representam o universo, o círculo sagrado da vida e outros símbolos espirituais, como a harmonia, a integridade e a unidade.

O principal é escolher um que represente algo especial para você em um dado momento, algo que chame sua atenção; Se você vai criar um, considere não apenas a simetria, mas o seu significado. Tenha isso em mente ao focar, nos elementos e nas cores do design.

Esses pensamentos são o que irá ajudá-lo a materializar a mandala e entrar nesse estado de abstração. A mandala conecta você com o aqui e agora.

Criando uma Mandala original
Uma vez que você tenha uma compreensão da criação da mandala, você pode criar uma do zero. Esta é uma experiência satisfatória, pois pode ser individualizada tanto no design como na cor, ou pode até ser desenhada em pares quando há uma suprema afinidade astral.

Você pode querer ouvir alguma música relaxante, mas é sempre uma boa ideia respirar fundo e relaxar antes de começar. É sobre estar em um estado relaxado.

Comece desenhando um círculo e continue desenhando círculos e formas menores do centro até as bordas. Você pode desenhar no meio do círculo algo que tenha algum significado para você. Às vezes, outro círculo, um diamante, um triângulo, este será seu “motivo” ou tema.

Alterar formas, ou cores, procura por assimetria. Continue pensando em novos padrões expandindo para fora, movendo-se em direção às bordas do círculo. Podemos colocar quantos anéis (camadas) quisermos. Uma mandala só termina quando se diz. Quando a mandala estiver terminada, certifique-se de colocá-la em um lugar onde você possa vê-la todos os dias, use-a durante suas meditações.

Formas de mandala e seus significados:
O círculo: se refere a coisas que não têm um nome específico ou podem ser unificadas. O ponto central desse círculo representa o divino ou, mais especificamente, o eu.

A linha horizontal: essa linha é o que separa e divide a parte superior do mundo da parte inferior; uma linha que simboliza a energia da mãe.

Linhas verticais: é a linha responsável por unir o mundo terreno com o sagrado e simboliza a energia.

A espiral: Um elemento comum em todas as mandalas que significa o desenvolvimento e a dinâmica do processo interno.

Cores da mandala e seus significados:
Azul
Azul é a cor do céu e da água. Azul expressa receptividade, criatividade e poder espiritual. Abre a porta à imaginação, aos sonhos e ao inconsciente. É muito relaxante e eleva a qualidade da decisão, a originalidade e a organização.

Amarelo
Amarelo é a cor do sol, expressa alegria, renovação e comunicação. Desenvolve o intelecto e o senso de responsabilidade. O dourado representa o contato com o divino.

Roxo
O roxo promove a consciência interior, reflete a dignidade, a nobreza e o respeito próprio. É “a cor da realeza”. Em um nível psíquico, sua qualidade está em sintonia com a visão e a percepção: o roxo torna-se o criador do destino humano.

Laranja
O laranja é extrovertido e decidido, como o vermelho, mas de uma maneira mais construtiva. Reflete o entusiasmo combinado com uma vivacidade natural e instintiva. Isso traz autoconfiança, força e coragem.

Vermelho
O vermelho é o símbolo da renovação da vida e do fortalecimento da energia vital. As pessoas extrovertidas preferem isso como um sinal de sua abertura, energia e atividade. A cor vermelha escura harmoniza o chakra básico e combate a escassez de energia para restaurar a força física.

Turquesa
Turquesa incentiva a comunicação criativa. Dá a abertura necessária para mostrar sua criatividade, para se expressar diretamente do coração, livre de medos e vulnerabilidades. Promove a independência e a capacidade de assumir responsabilidade por seus sentimentos e ações.

Verde
Verde nos ajuda a encontrar nosso espaço. Traz paz às emoções através da calma e equilíbrio. É a cor do chakra do coração, que se abre e se acalma. Também ajuda a se expandir para respirar.

Rosa
Rosa é o compromisso de amar a nós mesmos e aos outros; nos cobre em uma atmosfera cordial que nos ajuda a dar o melhor de nós mesmos.
_____________________________

Fonte: https://numerologysign.com/
Edição e tradução exclusiva dos Trabalhadores da Luz: Laudi Fagundes.
http://trabalhadoresdaluz.altervista.org



segunda-feira, 16 de julho de 2018

O AMOR VENCEU


Ashtar Sheran

Canalizado por GalaxyGirl, em junho de 2018

Saudações amigos! Eis eu, Ashtar, com a Federação Galáctica, e estamos pairando em sua órbita no presente momento, observando e estando a serviço de sua evolução como um todo.

A parte individual depende de você, e vemos nossa equipe de solo atuando como atletas profissionais, que, mesmo que achassem que estavam além da exaustão, encontraram o conhecimento interior e a motivação para avançarem rumo à explosão final da entropia que permitiria sua vitória bem-sucedida.

A Luz está bem a caminho. A Luz está aqui em muitos aspectos. 06 de junho de 2018 foi um grande dia energético para a humanidade, e muitos de vocês sentiram as melhorias, pois foram muitas. Sejam gentis consigo mesmos e nutram sua cura. Permitam essas explosões energéticas para curarem e aceitarem isso profundamente em seu coração, essa parte de vocês que talvez precise da maior cura de todas. Estar encarnado em Gaia, que era um mundo dimensional inferior, não é uma façanha pequena. É para o mais corajoso de nós, e agradecemos por seu sacrifício próprio.

Muito está avançando, apesar das notícias atuais; o melhor é não dar atenção a elas, pois elas são feitas para conflitar e confundir. Use esses momentos de energia e poder cósmicos para desenvolver seu próprio conhecimento interior, sua própria bússola interna, e você nunca renunciará, uma vez que a tenha encontrado. Pois você saberá que é o seu próprio EU superior abençoado que está guiando você, que tem sido a voz da razão e da consciência, desde que você era apenas uma criança.

Tem sido a natureza humana, esquecer. E agora é da sua natureza, lembrar. Pois uma nova maneira de fazer as coisas está evoluindo aqui, em Nova Gaia, e é o caminho do amor, da bem-aventurança e da união com todos os aspectos de si mesmo que precisam de cura, para que você possa encontrar sua própria integridade.

É essa unidade que nós, membros da Federação Galáctica, tentamos exemplificar com tudo o que fazemos. Pois uma frente junta em perfeita unidade de ação coesa é uma força formidável contra os “escuros” que estão em processo de fuga ou de tentativa de fuga, e estamos simplesmente nos estágios de limpeza desse processo.

Nós também estamos ansiosos para as revelações, os desembarques, mas principalmente estamos ansiosos para compartilhar com você e ajudá-lo a lembrar-se do que você esqueceu. Pois é o tempo de o grande despertar do sono, humanidade, e vocês tem estado dormindo, muitos de vocês por um bom tempo. É hora de acordar envolto na Luz da Fonte, no amor; limpar as teias de aranha e pesadelos, e despertar em uma nova realidade de luz solar que não queima, de raios de lua, de uma lua real, cercado por sua alma familiar e amigos “místicos” que eu garanto a você, são bem reais.

Eu sou Ashtar. Foi com prazer que me conectei com você neste dia. Salut!
__________________________

Fonte: https://higherdensity.wordpress.com
Edição e tradução exclusiva dos Trabalhadores da Luz: Laudi Fagundes e Valéria Molina.
Fone secundária: http://trabalhadoresdaluz.altervista.org/


domingo, 15 de julho de 2018

A ciência declara:
A consciência cria a realidade


Por Gary Lite

Você já se viu através dos olhos de outra pessoa que se tornou, e olhou para si mesmo através dos olhos do observador final?

Quem somos nós? De onde nós viemos? E qual é o nosso propósito na vida? Em um mundo cheio de infinitas possibilidades, por que continuamos criando as mesmas realidades?

Não é incrível que tenhamos tantas opções e potenciais que existem e, no entanto, não temos consciência deles? É possível que estejamos tão condicionados às nossas rotinas diárias e à forma como criamos nossas vidas, que compramos a ideia de que não temos controle algum?

Fomos condicionados a acreditar que o mundo externo é mais real do mundo interno. Essa nova maneira de ver a ciência é exatamente o oposto. Ele diz que o que está acontecendo dentro de nós irá criar o que está acontecendo fora de nós.

“A consciência cria a realidade”. Essa declaração mudou o panorama científico e médico e as mídias alternativas em todo o mundo. Inúmeros cientistas estudam essa ideia e como ela pode estar correlacionada com a natureza de nossa realidade. Isso levanta a questão: o que é consciência?

Consciência inclui várias coisas. É como percebemos nosso mundo, são nossos pensamentos e intenções, estão sendo conscientes e muito mais.

“Buscar consciência no cérebro é como procurar no rádio pelo locutor.” – Nasseim Haramein, diretor de pesquisas do Projeto Ressonância.

A noção de que “consciência cria a realidade” levanta muitas questões. Isso significa que nós, como indivíduos (e em um nível coletivo, como uma raça humana) podemos moldar e criar qualquer realidade que gostaríamos de nós mesmos? Isso significa que podemos manifestar um certo estilo de vida e atrair certas experiências?

Nós sabemos tão pouco ainda. Embora possamos não ser capazes de responder a essas perguntas com certeza científica, sabemos que sim, uma correlação entre a consciência e o nosso mundo material físico de fato existe de alguma forma. A extensão dessa correlação ainda é pouco compreendida, mas sabemos que ela está lá e sabemos que ela deve ter algum tipo de significado.

Perguntar a si mesmo essas questões mais profundas abre novas maneiras de estar no mundo. O verdadeiro truque para viver bem e alegremente a vida não é estar no saber, mas estar no mistério.

Eu considero a consciência como fundamental. Eu considero a matéria como derivada da consciência. Nós não podemos ficar atrás da consciência. Tudo o que falamos, tudo o que consideramos como existente, postula a consciência”. – Max Planck, o físico teórico que deu origem à teoria quântica, que lhe valeu o Prêmio Nobel de Física em 1918.

Segundo R. C. Henry, professor de física e astronomia da Universidade Johns Hopkins, em um ensaio de 2005: Uma conclusão fundamental da nova física também reconhece que o observador cria a realidade. Como observadores, estamos pessoalmente envolvidos com a criação de nossa própria realidade. Os físicos estão sendo forçados a admitir que o universo é uma construção “mental”.

O físico pioneiro Sir James Jeans escreveu: “A corrente de conhecimento está caminhando para uma realidade não mecânica; o universo começa a parecer mais um grande pensamento do que como uma grande máquina”.

A Mente já não parece ser um intruso acidental no reino da matéria, devemos antes saudá-la como o criador e governador do reino da matéria. Supere isso e aceite a conclusão indiscutível. O universo é imaterial-mental e espiritual.

A ciência por trás da afirmação “Consciência cria realidade”
O experimento da dupla fenda quântica é uma maneira de vermos como a consciência afeta o mundo material físico. Uma revelação potencial dessa experiência é que “o observador cria a realidade”. Um artigo publicado no periódico Ensaios de Física, de autoria de Dean Radin, PhD, explica como esta experiência foi usada várias vezes para explorar o papel da consciência na formação da natureza da realidade física.

Neste experimento, os cientistas usam um sistema óptico de dupla fenda para testar o possível papel da consciência no colapso da função de onda quântica. Eles previram que a razão entre o poder espectral de dupla fenda do padrão de interferência e seu poder espectral de fenda única diminuiria quando a atenção estivesse voltada para a dupla fenda em comparação com a distância, mas descobriu que os fatores associados à consciência “significativamente” se correlacionavam de formas previstas perturbações no padrão de interferência de dupla fenda. Em outras palavras, os cientistas afetaram os resultados do experimento apenas observando-o.

“A observação não só perturba o que deve ser medido, como também o produz. Nós obrigamos o elétron a assumir uma posição definida. Nós mesmos produzimos os resultados da medição”.

Embora este seja um dos experimentos mais populares usados ​​para postular a conexão entre a consciência e a realidade física, existem vários outros estudos que mostram claramente que a consciência, ou fatores que estão associados com a consciência, afetam diretamente a nossa realidade. Diversas experiências no campo da parapsicologia também demonstraram isso.

Claro, podemos não entender a extensão dessa conexão e, na maioria dos casos, os cientistas nem conseguem explicar. No entanto, eles são e foram observados mais de uma vez.

Como podemos incorporar essas informações em nossas vidas e usar a consciência para transformar o mundo:

Toda mudança requer ação, mas o lugar dentro de nós que faz a ação acontecer gera grande diferença no resultado. A ciência moderna, especialmente a física quântica, tem alcançado o antigo misticismo e conceitos profundamente enraizados em várias culturas em todo o mundo antigo. Um grande exemplo disso é o fato de que tudo é energia e nada é sólido.

“Somos o que pensamos. Tudo o que somos surge com nossos pensamentos. Com nossos pensamentos, fazemos o mundo. ”– Gautama Buddha

“De um modo geral, embora haja algumas diferenças, acho que a filosofia budista e a mecânica quântica podem dar as mãos em suas visões de mundo. Podemos ver nesses grandes exemplos os frutos do pensamento humano. Independentemente da admiração que sentimos por esses grandes pensadores, não devemos perder de vista o fato de que eles eram seres humanos exatamente como somos”. - Dalai Lama.

Um grande exemplo de física quântica que se encontra com a sabedoria antiga é visto no fato de que Nikola Tesla foi influenciado pela filosofia védica ao ponderar suas ideias de energia de ponto zero. Então, por que isso é relevante? Porque a nova física está finalmente descobrindo que o observador molda a realidade. A maneira como pensamos e percebemos pode afetar significativamente nossas vidas e o mundo ao nosso redor.

“Nenhum problema pode ser resolvido a partir do mesmo nível de consciência que o criou”. – Autor desconhecido.

Se olharmos para o mundo e o examinarmos em um nível coletivo, o que vemos? Como percebemos isso? Neste momento, pessoas em geral acreditam que uma “vida normal” significa ir à escola, pagar contas, criar uma família e encontrar um “emprego” dentro do paradigma atual para se sustentar. No entanto, muitas pessoas no planeta já não estão ressonando com esse pensamento. Elas querem mudar. Temos repetido e percebido a nossa realidade desta forma há muito tempo, como se nós somos drones treinados para aceitar as coisas como elas são, sem questionar o que está acontecendo em nosso mundo e seguir com o status quo, cuidando apenas de nós mesmos e de nossas próprias vidas.

Como Noam Chomsky diria, nosso consentimento foi fabricado. Se continuarmos nesse caminho e continuarmos percebendo e encarando a realidade como “isto é exatamente como é”, nós, em essência, prolongaremos esse tipo de existência e experiência para a raça humana sem nunca a mudar. Para criar e manifestar uma nova realidade para nós mesmos, nossos padrões de pensamento e a maneira como percebemos a realidade devem mudar. O que muda a maneira como percebemos a realidade? Em formação. Quando novas informações surgem, elas mudam a maneira como olhamos para as coisas e, como resultado, nossa realidade também muda, e começamos a manifestar uma nova experiência e abrir nossas mentes para uma visão mais ampla da realidade.

O que também é importante sobre os ensinamentos da nova física é que, se a consciência cria a realidade, isso significa que a mudança começa dentro dela. Começa com a maneira pela qual estamos observando o mundo exterior de nosso mundo interior. Isso toca no ponto anterior de como percebemos nossa realidade.

Nossa percepção do mundo externo pode muito bem ser um reflexo do nosso mundo interior, nosso estado interior de ser. Então, pergunte a si mesmo: você está feliz? Você está observando, percebendo e agindo de um lugar de amor, ou de um lugar de ódio ou raiva?

Todos esses fatores estão associados à nossa consciência e observação; aqueles que já estão fazendo a “observação” impactam significativamente o tipo de mundo físico que a raça humana manifesta por si mesma.

O que vocês acham?
Nós somos, de fato, os observadores, e podemos criar mudanças e quebrar padrões para abrir novas possibilidades, através do modo como observamos a nós mesmos, aos outros e ao mundo ao nosso redor. Acredito que a raça humana está no processo de acordar para um número de coisas diferentes ao mesmo tempo, e como resultado, a maneira como percebemos e “observamos” o mundo ao nosso redor (em grande escala) está mudando drasticamente. Então, se você quiser ajudar a mudar o mundo, mude a maneira de ver as coisas, e as coisas que você olha mudarão.

Não há nada novo a ser descoberto na física agora. Tudo o que resta é uma medição cada vez mais precisa”. Lord Kelvin fez esta declaração em 1900 e foi provado que estava errado apenas cinco anos depois, quando Einstein publicou seu artigo sobre a relatividade espacial. As novas teorias propostas por Einstein desafiaram a atual estrutura de compreensão e forçaram a comunidade científica a considerar novas ideias sobre o mundo. Isso é um ótimo exemplo de como as coisas que antes eram consideradas verdade podem mudar.

“Seja a mudança que você deseja ver no mundo”. – Mahatma Gandhi.

As declarações de Lord Kelvin trazem consigo a voz dos paradigmas do passado; sabíamos que a Terra era plana, sabíamos que éramos o centro do universo e sabíamos que uma peça de máquina feita pelo homem, mais pesada que o ar, não poderia fugir. Em todas as etapas da história humana, as autoridades intelectuais pronunciaram sua supremacia ridicularizando ou suprimindo elementos da realidade que simplesmente não se encaixavam na estrutura do conhecimento aceito.

Somos realmente diferentes hoje? Nós realmente mudamos nossa aceitação para coisas que não se encaixam no quadro? Talvez existam conceitos de nossa realidade que ainda precisamos entender, e se abrirmos nossos olhos talvez veremos que algo significativo foi negligenciado.

“Não foi possível formular as leis da mecânica quântica de uma maneira totalmente consistente sem referência à consciência.” – Eugene Wigner, físico teórico e matemático.
_______________________________

Fonte: http://369news.net/
– Suyen Miranda e Marco Iorio Júnior – Tradutora e Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz
- http://trabalhadoresdaluz.altervista.org



sexta-feira, 13 de julho de 2018

Como é fora é dentro
(As lutas sociais)


Mestre El Morya

Canalizado por Thiago Strapasson, em junho de 2018

Filhos, que as bênçãos do amor vos alegrem o coração.

O tempo é de silêncio, de retirarem-se do caos do mundo para que a paz possa vos habitar. O tempo é de olharem ao horizonte e caminharem ao encontro da luz, mas de maneira calma e pacífica, livres dos ruídos de toda espécie. O tempo é de caminharem para a imensidão que vos habita.

Quantos são os que digladiam contra o mundo, enchendo-se de rancor, de ódio contra aqueles que acreditam que, de alguma maneira, os prejudicaram. Não percebem que, ao assim fazerem, criam mais do mesmo caos dentro de si mesmos.

Mas o que há dentro há fora, irmãos. O que veem externamente é apenas reflexo daquilo que trazem dentro de si. Se veem revolta, crise, disputas e injustiças é porque há ainda sementes dessas incoerências em seus interiores. Se, por outro lado, observam o mundo de maneira distante, sabendo e aceitando a forma como ele se fez, é porque se livraram de muito daquilo que vos suga a energia.

Toda vez que se conectam com a desilusão da vida, vocês se desiludem; assim como quando se conectam com o combate ao que quer que seja, estão, no fundo, lutando contra um medo que trazem dentro de si mesmos.

Novamente, como é fora é dentro. Pois aqueles que estão silentes compreendem, em sua mansidão, o que a experiência de estar vivendo essa vida representa. Olham antes ao espírito que à carne, buscam antes a elevação que o bem-estar físico.

Vocês todos adentram a esses dramas porque, no fundo, não se atentaram que o maior poder que possuem não está nas atitudes, mas na vibração de sua consciência. Percebam que de nada adiantam grandes manifestações carregadas de ódio, pois apenas significa mais do mesmo.

O grande poder de cada um de vocês está em sua luz, em sua harmonia, em sua vibração. A Nova Era é um tempo de perceberem a força da consciência, deixando de olhar o mundo através da luta e da inconsciência.

Não são palavras simples de serem aceitas, são duras para muitos que ainda veem a disputa como uma forma de exigir um comportamento diverso, que se recusam a perceber como a conexão com a alma é a única coisa que realmente transformará o mundo.

No mais, irmãos, é a repetição de mais e mais do mesmo. Apenas repetem atitudes, assim como o policial que, ao combater o bandido, passa a cometer crimes contra esses. É apenas mais do mesmo sob outro ponto de vista, apenas um espelho do que combatem dentro de si.

E com essa reflexão, estejam em paz, amparados pela luz que vos habita. Continuem com firmeza e fé, deixando que a vida se faça com graça porque está voltada para o eterno, que é a libertação da alma da condição de ser prisioneira de suas próprias atitudes.

Estejam em paz irmãos.

Sou El Morya
_______________________________

Fonte: coracaoavatar.blog.br